top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

Campeonato paranaense marrom, preta e estímulo reúne 199 atletas em Ibiporã

Judocas paranaenses mostram muita vontade e disposição na primeira competição da temporada


Último evento do judô brasileiro realizado antes da quarentena da Covid-19 ser decretada em todo o País, conta com a presença do prefeito João Coloniezi e ratifica o avanço do judô escolar no Paraná Judô Paranaense 1º de março de 2020 Por ISABELA LEMOS I Fotos ASCOM/FPrJ Curitiba – PR

Com o apoio da Prefeitura de Ibiporã, a Federação Paranaense de Judô (FPrJ) realizou nos dias 14 e 15 de março uma série de eventos na região Norte do Paraná: o campeonato paranaense marrom, preta e estímulo; a competição de kata; o seminário e exame estadual de arbitragem; e a cerimônia de entrega de faixas pretas aos judocas aprovados no exame realizado em dezembro em Curitiba. Participaram do campeonato paranaense marrom, preta e estímulo 199 atletas, 60 árbitros, 73 técnicos e 46 associações.

Luiz Iwashita, presidente da FPrJ


Várias autoridades esportivas e políticas compareceram ao último evento do judô brasileiro antes de a quarentena da Covid-19 ser decretada em todo País, entre as quais Luiz Hisashi Iwashita, presidente da FPrJ; João Toledo Coloniezi, prefeito de Ibiporã; Cláudia Arcanjo Guandalini, secretária municipal de Esporte e Lazer de Ibiporã; Helder Marcos Faggion, delegado da DRJPr Norte; Vinicius Medeiros, executivo da Rede de Benefícios Unipax; Carlos André Kussumoto, coordenador de eventos da FPrJ; e Miro Despachante, vereador de Ibiporã pelo PPS.

Autoridades e dirigentes perfilados durante a execução do Hino Nacional


Os professores kodanshas Liogi Suzuki, Yoshihiro Okano, Walter Kazunori Babata, Celso Ogawa, Reinaldo Francisco e Edilson Hobold abrilhantaram a mesa de honra.

João Toledo Coloniezi, o prefeito de Ibiporã


Luiz Iwashita, presidente da FPrJ, iniciou os pronunciamentos da cerimônia de abertura agradecendo à Secretaria Municipal de Esporte e Lazer pelo apoio, assim como ao delegado regional Helder Faggion e ao professor Augusto Semprebom pela organização. 

“Este é mais um evento que realizamos com total apoio da prefeitura de Ibiporã e agradecemos ao prefeito João Toledo Coloniezi, que mais uma vez nos recebeu de braços abertos. Agradecemos aos árbitros, coordenados pelo professor Francisco de Souza e à comissão técnica liderada pelo sensei Rodrigo Tonietto, bem como ao nosso coordenador de eventos, professor Carlos Kussumoto, e ao professor Guilherme Coelho, coordenador geral do staff da federação. Sem o apoio de vocês, nós não conseguiríamos realizar este importante evento”, disse o dirigente paranaense, que concluiu desejando boa sorte a todos os competidores. 

Parte dos 60 árbitros que atuaram no certame


Cláudia Arcanjo Guandalini, secretária municipal de Esporte e Lazer de Ibiporã, afirmou que era um prazer receber a FPrJ no décimo evento de judô que a cidade sedia. Em seu discurso, falou principalmente sobre oportunidades oferecidas por meio da prática do esporte no município. Além disso, levou à mesa o judoca Adrian, que atua como professor no projeto da prefeitura. 

Atletas perfilados no shiai-jô durante a cerimônia de abertura


“Em 2019, conseguimos um grande avanço na modalidade do judô. Nós, da administração João Toledo Coloniezi, conseguimos, por meio de licitação, que o profissional do judô trabalhe conosco na secretaria e em algumas escolas do município. Neste ano, temos o Adrian como professor e só tenho a agradecê-lo. Nós recebemos cerca de 50 a 100 crianças por semana no Projeto Movimento, que atende crianças e adolescentes de 8 a 17 anos. Quero agradecer à federação paranaense por trazer este evento. Hoje, vocês, atletas, podem participar de um evento que mostra que a oportunidade cai em nosso colo. Agarrem essa oportunidade”, disse Cláudia Guandalini.

Cláudia Arcanjo Guandalini, secretária municipal de Esporte e Lazer de Ibiporã e o professor Adrian que atua nos projetos de judô da Prefeitura de Ibiporã


O prefeito de Ibiporã, João Toledo Coloniezi (PMDB), deu as boas-vindas a todos os atletas e agradeceu ao pastor Romio da Silva, da Igreja Presbiteriana Independente Espaço Vida, por ceder o espaço para a realização do evento de arbitragem no dia anterior, que teve de ser mudado devido a reformas no teatro.

“Quero dar as boas-vindas a todos os atletas, federados, árbitros, população, torcedores e famílias que vieram torcer pelos atletas participantes. A Cláudia foi modesta quando citou a inclusão do judô como disciplina para a secretaria de esporte. Há estudos com estimativas de que, ao investir em esportes, economiza-se em gastos com a saúde. E a nossa secretaria trabalha com 13 modalidades diferentes. O município de Ibiporã, seguindo essa linha de investir no esporte, está proporcionando saúde e qualidade de vida a seus munícipes. Nós de Ibiporã nos colocamos à disposição de todos. Ibiporã é uma cidade pujante e crescente, está ao lado de uma cidade grande que é Londrina, e tem grande representatividade no Estado do Paraná. Sejam bem-vindos à nossa cidade”, declarou o prefeito.

Autoridades e dirigentes perfilados durante a execução do Hino Nacional


Desejando boa sorte a todos os judocas inscritos no certame, o executivo da rede de benefícios Unipax Vinicius Medeiros destacou a importância da realização de eventos de grande magnitude no município de Ibiporã.

“É um grande prazer participar de um evento deste porte. É com grande felicidade que nós da Unipax apoiamos uma competição com este número elevado de competidores tão habilidosos.”

Professor Vitor César Moreira, mestre de cerimônia da competição


Coordenador do departamento de eventos da FPrJ, Carlos André Kussumoto avaliou positivamente o primeiro campeonato de shiai da temporada. Segundo ele, vários objetivos foram atingidos na competição: alto número de inscrições (que, segundo ele, poderia ter sido mais afetado pela pandemia), o uso de um grande painel de LED e vídeos apresentando os principais eventos da federação paranaense da temporada e a aplicação da medida do Ginásio Limpo.

Miro Despachante, vereador de Ibiporã pelo PPS


“Aqui inauguramos um painel de LED com seis metros e maior que o do ano passado. Algo que instituímos também foram os certificados, entregues aos atletas que medalharam tanto no campeonato de kata quanto no campeonato de marrom, preta e estímulo. Então, na minha avaliação, foi um evento bem tranquilo e estamos ansiosos pelos próximos eventos. Acreditamos que eles irão demorar um pouco em função deste problema que afeta toda a população mundial, mas logo estaremos retornando às atividades programadas a todo vapor”, afirmou Kussumoto.

Parte dos 60 árbitros que atuaram no certame


Associação Desportiva Judô Tonietto é a campeã geral

No shiai-jô, os judocas paranaenses mostraram muita vontade e disposição na disputa pelas medalhas da primeira competição de shiai desta temporada.

Comandada pelos professores e irmãos Rodrigo Marcelo Tonietto e Diogo Guilherme Tonietto, a equipe Associação Desportiva de Judô Tonietto ficou em primeiro lugar no quadro geral de medalhas, com três de ouro, duas de prata e quatro de bronze.

Vinicius Medeiros, executivo da Rede de Benefícios Unipax


A equipe do Santa Mônica Clube de Campo de Curitiba, comandada pelo professor Valdemar Bertolin, conquistou a quarta colocação totalizando quatro medalhas, sendo três de ouro e uma de bronze.

A Escola de Judô Vinicius Marcondes, sob o comando do professor Vinicius Marcondes, alcançou a quinta colocação com três medalhas de ouro.

Liderada pelo grande professor Walter Kazunori Babata, a Associação Mourãoense de Judô ficou em sexto lugar, com sete medalhas, sendo duas de ouro, duas de prata e três de bronze.

A professora Jaqueline Osana conduziu a equipe da Prefeitura Municipal de Araucária/SMEL à sétima colocação, obtendo quatro medalhas, sendo duas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Luiz Iwashita presta homenagem ao professor Augusto Semprebom, o grade anfitrião de Ibiporã


A equipe da Academia de Judô Randori/Guairacá, de Guarapuava, comandada pelo professor Fernando Felipe de Lima Santos, assegurou a oitava colocação com duas medalhas de ouro e uma de prata.

Dirigida pelo professor José Luís Lemanczuk Júnior, a Associação de Judô Lemanczuk Júnior conseguiu a nona colocação, totalizando três medalhas: duas de ouro e uma de prata.

Comandada pelo professor Alan Leandro Vieira, um dos técnicos mais laureados do Brasil, a equipe da Sociedade Morgenau ficou na décima posição no quadro geral de medalhas, com duas de ouro e uma de bronze.

Augusto Semprebom homenageia o prefeito João Toledo Coloniezi


Augusto Semprebom homenageia Cláudia Arcanjo Guandalini



Augusto Semprebom homenageia os professores kodanshas Yoshihiro Okano e Liogi Suzuki


Augusto Semprebom homenageia o professor Francisco de Souza, coordenador de arbitragem da FPrJ


Augusto Semprebom homenageia Vinicius Medeiros



Augusto Semprebom homenageia Natasha Ferreira (48kg), medalha de bronze na Copa Europeia sub 21 de Berlim


Dirigentes e autoridades no encerramento da cerimônia de abertura



4 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page