top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

Com 38 duplas inscritas, Federação Paranaense de Judô realiza campeonato de Nage-no-kata

Com 38 duplas inscritas, Federação Paranaense de Judô realiza campeonato de nage-no-kata

Certame realizado em Curitiba reuniu os melhores judocas da nova geração de praticantes que, além de comprovar o crescimento da modalidade no Paraná, exibiram muita habilidade e conhecimento

Por: Isabela Lemos – Estagiária de Jornalismo

Gustavo Batista – Coordenador de Marketing F.PrJ.

fotos: André dos Anjos, Gustavo Batista, Isabela Lemos

02 dez 2019, 11:12

Com o apoio do Colégio Medianeira e Rede Jesuíta de Educação, a Federação Paranaense de Judô (FPrJ) realizou nesta sexta-feira (29) o Campeonato Paranaense de Nage-No-Kata 2019. O certame reuniu no ginásio de esportes do Colégio Medianeira 38 duplas que disputaram medalhas nas classes dangai masculino, feminino e yudan.


Os departamentos técnico e de eventos da FPrJ contaram com a primordial colaboração de 18 experientes e renomados professores kodanshas, que atuaram nas seis áreas de disputa: Liogi Suzuki, kyuu-dan (9º dan); Yoshihiro Okano, kyuu-dan (9º dan); Ney de Lucca Mecking, hachi-dan (8º dan); Sidnei Pereira Lima, shichi-dan (7º dan); Jorge Luis Meneguelli, shichi-dan (7º dan); Walter Kazunori Babata, shichi-dan (7º dan); Roberto Nagahama, shichi-dan (7º dan); Washington Toshihiro Donomai, roku-dan (6º dan); Celso Takeshi Ogawa, roku-dan (6º dan); e Helder Marcos Faggion, roku-dan (6º dan); além dos professores Lauro Azuma, Alexandre Segantini, José Luiz Lemanczuk Júnior, Roberto Okano, Luiz Antônio de Mattos, Eidi Kawazoe, Rodrigo Tonietto e Marcelo Seiji Missaka.


Entre as autoridades presentes estavam Carlos André Kussumoto, coordenador de eventos da FPrJ; Rivaldo Oliveira, delegado regional Sul; e Luiz Hisashi Iwashita, presidente da FPrJ, que falou sobre a importância da prática constante do kata.

“Além de dar boas-vindas a todas as duplas inscritas em nosso certame, desejo sorte e parabenizo todos os judocas que aqui estão por difundirem a prática do kata no Paraná. Por meio da prática constante do kata, ampliamos a nossa base técnica e o domínio sobre os fundamentos da nossa modalidade”, disse o dirigente paranaense.


Introdutor do kata no Paraná e prestes a completar 40 nos à frente do departamento de katas da Federação Paranaense de Judô, o professor Yoshihiro Okano falou sobre a sua trajetória e sobre a importância do kata para os atletas do alto rendimento.

“Eu fazia parte do corpo docente da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e, por meio do Ministério de Educação do Brasil e do programa Caps, que capacitava professores do ensino superior, em 1978 fui ao Japão fazer curso de pós-graduação. Para minha felicidade, na Universidade de Tenri tive a oportunidade de estudar e aprender os sete katas desenvolvidos pelo Instituto Kodokan. Regressei em 1980, e o sensei Makoto Yamanouchi, o então presidente da FPrJ, convidou-me para instituir o curso de kata, e desde então sou o responsável por este setor na entidade”, explicou sensei Okano.


“No início foi muito difícil porque quase ninguém conhecia o kata no Brasil. As pessoas não se interessavam e não tinham ideia da importância que os katas possuem para o desenvolvimento técnico dos praticantes. Hoje tudo é diferente e vemos até faixas-laranjas da classe juvenil fazendo kata, e isso nos alegra muito. Este quadro revela uma nova mentalidade, uma evolução muito grande, porque é através do kata que aprendemos todos os fundamentos do judô. Hoje, a Federação Internacional de Judô (FIJ) instituiu os mundiais de kata, o que fez aumentar o interesse por esta nova forma disputa, mas espero que os judocas vejam cada vez mais o kata como o principal alicerce técnico do judô, pois foi com este objetivo que eles foram criados”, detalhou sensei Okano.


Resultados

Dangai Feminino

1º – Beatriz Cardoso de Oliveira e Letícia Gabriela dos Santos Ponte

2º – Laura A. Soken e Camila Kay

3º – Fernanda Mazaic e Pedro H. Ardegue

4º – Maria Helena e Emanuel Ortiz

Dangai Masculino

1º – Eduardo Fujita e Eduardo Fortes

2º – Thiago Macelli e Gustavo Milano

3º – Ismael Dias e Lucas Walesko

3º – João Victor Costa e Thales Henrique

Yudan

1º – Edgar Kimura e Wellington Berbel

2º – Rodrigo Teodoro e Lucas Walesco

7 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page