top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

F.PR.JUDÔ apoia vaquinha online para auxiliar no tratamento de judoca

Luciano Fialho, policial civil e ex-campeão brasileiro de Judô, foi diagnosticado com mieloma múltiplo, necessitando de uma medicação para o tratamento com um custo elevado e não fornecido pelo SUS.


Por: Assessoria de Imprensa da Federação Paranaense de Judô




Como todo bom judoca, a Federação Paranaense de Judô (F.PR.JUDÔ) e seus membros respeitam e seguem à risca um dos princípios do Judô: o Jita-Kyoei (Bem-estar e benefícios mútuos). Por isso, nós da F.PR.JUDÔ estamos compartilhando e nos unindo nesta corrente de apoio e convidando toda comunidade do Judô paranaense a ajudar a mais um judoca.


O judoca Luciano Fialho, policial civil e ex-campeão brasileiro foi diagnosticado com mieloma múltiplo, uma espécie de câncer que se desenvolve na medula óssea, necessitando de medicação com um custo elevado, que não é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e também não sendo viável utilizar a medicação pelo plano de saúde particular.


Por isso, Luciana Morales, juntamente com colegas de Fialho do Colégio Centenário, decidiu criar uma vaquinha virtual para arrecadar as custas do tratamento do amigo de infância. O tratamento do judoca está estimado em R$ 500 mil.


Atualmente, Fialho mora em Curitiba e treina na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), do sensei Alan Leandro Vieira.


Você pode apoiar a causa pelo site da vaquinha. Clique aqui e ajude na vaquinha virtual.


Mieloma Múltiplo


O mieloma múltiplo é a segunda neoplasia hematológica mais frequente no mundo. Trata-se de um tumor maligno (câncer) que tem origem na medula óssea e resulta da proliferação de plasmócitos clonais neoplásicos, ou seja, células que sofrem mutação e se tornam anormais.


Os plasmócitos clonais que se acumulam na medula óssea são responsáveis pela produção de uma grande quantidade de anticorpos anormais. Por não conseguirem exercer suas funções de proteção, esses anticorpos formam um amontoado de proteínas desordenadas.


A expansão do mieloma múltiplo provoca descalcificação e também lesões nos ossos, levando a ocorrência de dor e, eventualmente, até mesmo de fraturas nos casos mais avançados. Também podem se manifestar insuficiência renal e infecções recorrentes em consequência da doença.


A cada ano são diagnosticados cerca de 7 mil novos casos de câncer mieloma múltiplo no Brasil. A doença afeta mais frequentemente homens e mulheres com mais de 60 anos.

240 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page