top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

Instituição de Kosei Inoue doa tatamis e judogis para projeto social de Curitiba e Associação de Jud

Masahiro Takagi, cônsul-geral do Japão em Curitiba, acredita que a doação sirva para fortalecer o judô paranaense e brasileiro


Medalha de ouro nas Olimpíadas de Sidney e treinador da seleção masculina de judô japonesa, Kosei Inoue doou tatamis e kimonos para contribuir com o judô paranaense

Judô Paranaense 3 de setembro de 2020 Por ISABELA LEMOS I Fotos ASCOM FPrJ e GETTY IMAGES Curitiba – PR

No dia 27 de agosto, foram entregues 100 judogis e 91 peças de tatamis vindos diretamente de Tóquio, doados pela JUDOs, instituição sem fins lucrativos presidida por Kosei Inoue, técnico da seleção masculina japonesa e medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000. A cerimônia de entrega aconteceu no dojô da Associação de Judô Iwashita. O Consulado Geral do Japão em Curitiba e o Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão colaboraram na viabilização da intermediação e nos trâmites aduaneiros.

Kosei Inoue, atual treinador da seleção masculina de judô japonesa


Os tatamis foram direcionados à Associação de Judô Iwashita, projeto social que contempla mais de 120 jovens. Já os judogis serão distribuídos entre as turmas que fazem parte do Escola + Esporte = 10 (EE10). Esse projeto, desenvolvido pela Prefeitura de Curitiba, por meio da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (SMELJ), estimula a prática esportiva ao longo do ensino fundamental para que os jovens cheguem ao ensino médio e permaneçam no esporte. O projeto oferece desde modalidades convencionais até olímpicas.

Masahiro Takagi, cônsul-geral do Japão em Curitiba


Além de aproximadamente 10 judocas, compareceram à cerimônia de entrega dos tatamis e judogis o cônsul-geral do Japão, Masahiro Takagi; o vice-cônsul geral do Japão, Kenji Ishida; o presidente da Federação Paranaense de Judô (FPrJ), Luiz Hisashi Iwashita; o secretário de Esportes, Lazer e Juventude de Curitiba (SMELJ), Emílio Antônio Trautwein; o professor kodansha hachi-dan (8º dan) Macoto Yamanouchi; o coordenador de eventos da FPrJ, Carlos Kussumoto; e o professor faixa preta go-dan (5º dan) Neury Tussolino.

Kenji Ishida, vice-cônsul geral do Japão em Curitiba


Masahiro Takagi abriu a cerimônia afirmando ser uma grande satisfação entregar os tatamis e judogis. Após agradecer a doação da instituição do campeão olímpico Kosei Inoue, o cônsul-geral do Japão expressou gratidão pelo trabalho desenvolvido pela Federação Paranaense de Judô e seus filiados.

“A história do judô no Brasil é longa. O Brasil possui mais praticantes do que o Japão. Neste sentido, gostaria de expressar minha mais profunda gratidão e respeito pela contribuição da Federação Paranaense de Judô, dos diversos mestres e das academias como a Associação de Judô Iwashita. Espero que essa doação sirva para fortalecer o judô paranaense e brasileiro e para fortalecer os laços de amizade entre os dois países Brasil e Japão.”

Emílio Antônio Trautwein, secretário de Esportes, Lazer e Juventude de Curitiba (SMELJ)


O secretário de Esportes, Lazer e Juventude de Curitiba, Emílio Antônio Trautwein, considera uma honra ter a oportunidade de engrandecer o judô. Segundo ele, judô é uma modalidade estritamente ligada à base inicial da educação física devido a todos os valores e disciplina que traz à educação.

“Curitiba tem-se desenvolvido no judô e nós queremos que a capital seja um celeiro de esportes olímpicos. O judô, no Brasil, tem uma referência olímpica gigantesca devido aos vários campeões que dão exemplo à sociedade. Para nós, os valores do projeto EE10 são de extrema importância e a FPrJ pode sempre contar com a prefeitura e a cidade de Curitiba. Quanto mais pudermos fazer pelo judô e pela iniciação da modalidade em comunidades carentes, melhor”, afirmou Trautwein.

Judocas durante a cerimônia de entrega de tatamis e judogis


O secretário aproveitou a ocasião para agradecer pelo projeto que será iniciado no Tatuquara, bairro em que vivem entre 60 mil e 70 mil crianças, e que irá impactar positivamente a vida delas. “Saíram daqui de Curitiba diversos campeões com a semente que está sendo plantada por esta gestão da FPrJ e pelo prefeito Rafael Greca, que tanto apoia o esporte”, acrescenta o secretário.

Luiz Hisashi Iwashita, dirigente da Associação de Judô Iwashita e presidente da FPrJ


Para fechar a cerimônia, o dirigente da Associação de Judô Iwashita e presidente da FPrJ, Luiz Hisashi Iwashita, agradeceu a presença de todos e contou um pouco da trajetória do seu projeto social, iniciado em 1992 no Colégio Bagozzi com apenas três alunos, número que aumentou gradativamente. Em 2001, o colégio decidiu que não iria mais ofertar judô aos alunos e, em 2003, a sede do projeto foi mudada para o local em que hoje se encontra a Associação de Judô Iwashita. Atualmente há mais de 120 judocas inscritos.

“Não tínhamos tatamis, mas sim raspa de borracha com lona por cima. Quanto mais os treinos avançavam, mais duro o solo se tornava, e isso era ruim para os alunos. No ano passado, conversei com o sensei Macoto sobre a troca dos tatamis e o vice-cônsul geral, Kenji Ishida, conseguiu concretizar este objetivo. Esta não é minha academia, é a nossa academia. Começamos com uma sede pequena e tatamis de palha e agora o projeto tem um dojô desse tamanho e com tatamis de excelente qualidade. Tenho muito a agradecer ao Consulado Geral do Japão de Curitiba e, em especial, ao cônsul-geral e ao vice-cônsul, que se empenharam para concretizar esta ação. A partir de agora, os judocas e alunos do nosso projeto treinarão com maior conforto e segurança”, expressou o professor Iwashita.

Cônsules e professores reúnem-se para foto durante a cerimônia


Em nome da FPrJ, Iwashita agradeceu a doação dos judogis feitas por meio do projeto EE10 do governo municipal. Para ele, este foi um presente para o judô paranaense porque muitas crianças não possuem judogi para a prática do judô. Mas, agora, algumas terão oportunidade de treinar com um uniforme de muita qualidade. “É um ganho gigantesco para desenvolver o projeto EE10 e apoiar o judô do nosso Estado”, apontou o presidente da FPrJ.

Cônsules, professores e alunos reunidos durante a cerimônia de entrega de tatamis e judogis


Além de campeão olímpico em Sydney 2000, o técnico da seleção masculina japonesa Kosei Inoue é tricampeão mundial do meio-pesado, com conquistas em Birmingham 1999, Munique 2001 e Osaka 2003, e bicampeão dos Jogos Asiáticos em Bangkok 1998 (-100kg) e Busan 2002 (Open). O uchi-mata e o-uchi-gari constituem seu tokui-waza.

Macoto Yamanouchi, professor kodansha hachi-dan (8º dan)


Neury Tussolino, professor faixa preta go-dan (5º dan)


6 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page