top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

O que podemos tirar de lição nesse momento em nossos Dojôs?


O que podemos tirar de lição nesse momento em nossos Dojôs?

O que podemos tirar de lição nesse momento em nossos Dojôs?


O que podemos tirar de lição nesse momento em nossos Dojôs?

Judô Paranaense 31 de março de 2020 Por Lucas F. Zevirikóski I Fotos arquivo pessoal Curitiba – PR

Estamos vivendo um momento ímpar da sociedade mundial impactados pela pandemia do COVID-19, onde ninguém estava preparado para enfrentar ou se manter nesse desafio. Nem as maiores empresas mundiais nem os governos. E nossos Dojôs, como ficam?

As academias foram classificadas como “Serviços não essenciais”, gerando uma sensação de impotência de atuação em todos os professores, proprietários e Senseis. Com tudo, foi uma excelente oportunidade de reflexão e autoconhecimento, possibilitando a partir de agora um grande crescimento. Seguindo o grande criador do Judô, Jigoro Kano, “Conhecer-se é dominar-se, dominar-se é triunfar” e não é?

Do ponto de vista de negócio, listei aqui algumas lições que podemos tirar desse momento:

Somos parte de um todo, não temos o controle de tudo: não podemos nos martirizar com pensamentos do tipo “E se eu tivesse feito isso ou aquilo…”. Há coisas que não temos ação e somos impactados. Ao invés de pensar na adversidade devemos pensar no que podemos fazer para controlar os impactos. Bom gestor gerência e controla as variáveis.

Novas ideias são sempre bem-vindas: às vezes tínhamos excelentes ideias e nunca colocávamos em prática. Agora, mesmo obrigados tivemos mais do que nunca inovar e “pensar fora da caixa”. As mídias socias estão sendo grandes aliados para quem a usa da forma correta e nelas estão um mar de oportunidades. Quando imaginamos que gravar vídeos de aulas ou atividades (orientadas corretamente) fosse causar tanto engajamento e interação de Sensei e Aluno?

Tenha uma reserva financeira: talvez não tenha dado tempo, mas agora temos que ter aprendido que devemos criar uma reserva financeira para manter o dojô em situações de emergência. Raros são os momentos que passarão mais de um ou dois meses como agora de dojô parado. Calcule quanto custa um mês de seu dojô aberto (água, luz, internet, aluguel, salário de professores, impostos, parcelas, etc…). Comece guardar um pouco por mês até que chegue a esse valor. Isso ajudará muito em situações futuras.

Mantenha sua equipe unida: O isolamento social é de contato físico e não de meios de comunicação. Mande notícias relacionados ao esporte, crie desafios, monte aulas, interaja, se preocupe com eles, ligue para saber se está bem, poste uma foto. O bom Sensei está junto com seus alunos e muitas vezes sendo a palavra de motivação e confiança que eles precisam ouvir. Você não é um simples professor que passa atividades e sim um exemplo que eles se espelham.

Seja um líder: lidere. Tome a frente de seu dojô e conduza seus alunos mesmo que à distância. Mantenha-os focados com os mesmos objetivos mesmo que eles possam ser adiados. Contribua também com os pais de alunos, orientando e mostrando alternativas para mantê-los com o compromisso da volta as aulas ou treinos.


Sensei Lucas Fernando

Sensei Lucas Fernando


Sensei Lucas F. Zevirikóski

Faixa Preta 2º Dan, Árbitro Nacional de Judô, Diretor de Planejamento Estratégico da Federação Paranaense de Judô e também proprietário da Senshi Judô Club® em Guarapuava, no Paraná. É graduado em Administração de Empresas e possui Master Business Administration em Estratégia de Negócios e Pós-graduação em Engenharia de Produção.

2 visualizações0 comentário

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page