top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

Como se preparar psicologicamente para uma competição!

Como se preparar psicologicamente

Um dos fatores mais importante para que tudo o que foi reinado funcione. Se você é um atleta fisicamente preparado, com qualidade técnica pra jogar todos na academia, mas na hora de competir não consegue lidar com ansiedade, medo, frustração… tudo isso vai por água abaixo. Ansiedade faz o peito ficar apertado na hora da luta, reduz seu condicionamento físico e prejudica as tomadas de decisão. Não saber lidar com uma derrota na primeira luta, pode te desmotivar e te deixar sem pique para as próximas, mesmo que você ainda tenha chances visíveis de obter um segundo lugar. E a raiz de todas estas preocupações é exatamente o medo de perder. Aprender a lidar com a derrota é a chave para estar psicologicamente bem preparado para competir.  Evito dizer a genérica frase “o importante é competir” porque sei que você compete pensando em ganhar… e dizer isso as vezes acaba soando como “mau perdedor”. O fato é que é preciso mudar o que a palavra derrota significa pra você, lá no fundo, aí dentro da sua cabeça. Derrotas podem ser um excelente combustível para alcançar objetivos, seguir as dicas abaixo pode ser um começo pra ajudá-lo nisso:

  1. Se for derrotado, você assumirá seus erros. Não culpe os árbitros, o clima, seu sensei ou seus amigos. Apenas analise em quais pontos você errou e o que pode ser melhorado. É claro que pode haver situações de erros de arbitragem, mas se é algo que não foi resolvido lá, na hora, não adianta ficar choramingando depois.

  2. Não subestime seu oponente. Seja humilde, sempre. É importante estar confiante, mas isso é diferente de estar arrogante. Muitos atletas tentam compensar a ansiedade, externando artificialmente uma confiança tremenda. Mas entrar excessivamente confiante numa luta e perder pra um oponente que você julgava fraco é extremamente doloroso e vergonhoso. Isso pode deixar-lhe ainda mais ansioso para as próximas lutas, pois o peso da equipe, tende a pressionar-lhe para que compense o mau resultado.

  3. Não crie expectativas enormes sem uma base razoável. Se a competição é de alto nível e as lutas são difíceis, entre confiante pra fazer o seu melhor e se você ganhar, parabéns! Mas por exemplo, se você é um faixa azul, não crie expectativas grandes demais de vencer aquele faixa preta que é campeão brasileiro e compete desde que você ainda era criança. Não criar grandes expectativas não é entrar de cabeça baixa, pronto pra perder. É entrar confiante e fazer o seu melhor sem achar que tem o dever moral de vencer todos que cruzarem seu caminho.

Foto: Banco de Dados Departamento de Marketing Federação Paranaense de Judô


Agora que você já viu como transformar derrotas em combustível, o que resta é aumentar sua confiança, treinando mais e estando perto daqueles que mais vão lhe apoiar na hora das lutas.

O judô é um esporte cujo desempenho competitivo definitivamente não aparece da noite pro dia. Uma luta de judô é complexa e imprevisível porque seu oponente está ali, grudado em você, disputando pegadas, reagindo a cada mínimo movimento seu. Não vai ser fácil fazer tudo o que você imagina fazer numa luta, ou por em prática as estratégias exatamente como treinou pois o jogo da ação e reação muda a cada segundo e é preciso experiência pra lidar com ele. Portanto, mantenha o foco nisso… adquirir experiência. Vai levar um tempo mesmo, vai demorar até se acostumar com a rotina de competições… enquanto isso, colecione vitórias e derrotas das mais variadas formas, continue treinando pra ir reparando os erros e continue buscando seus objetivos esportivos.

O tempo passa rápido e a gente logo fica velho pra continuar competindo, daí tudo isso vira história pra contar e é claro, toda essa experiência vai ser passada aos jovens que estarão chegando.

 Fonte: http://ojudoca.com.br , http://www.cbj.com.br

292 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page