top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

Natasha Ferreira representará o Paraná na Comissão Eletiva de Atletas da CBJ


Eleições serão realizadas nos dias 27 e 28 de outubro, por meio de plataforma digital independente Judô Paranaense 20 de outubro de 2020 Por ISABELA LEMOS I Fotos FPrJ Curitiba – PR

Nos dias 27 e 28 de outubro os judocas de todo o país poderão votar para formar a Comissão de Atletas Eletiva, a qual representará os judocas brasileiros no processo eleitoral para escolha dos dirigentes da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). A comissão será composta por um atleta de cada uma das 27 federações filiadas à CBJ e mais um medalhista olímpico. 

Os representantes dos atletas participarão das eleições para o preenchimento dos cargos eletivos da CBJ: presidência (presidente e vice-presidentes), membros do conselho fiscal, membros do conselho de ética e membros independentes do conselho de administração.  

Representatividade

Na eleição para a comissão eletiva, cada eleitor terá direito a dois votos, sendo um para o candidato do seu Estado e outro no candidato medalhista olímpico. A judoca que representará o Paraná nesta eleição é a faixa-preta ni-dan (2º dan) Natasha Padilha Ferreira, da Sociedade Morgenau. Praticante do judô há 15 anos, a atleta fez parte da seleção brasileira de base, o que, segundo ela, permitiu que reconhecesse os desafios enfrentados pelos atletas no dia a dia.

“Pretendo ajudar a todos os atletas do Paraná com as experiências que acumulei como atleta na seleção brasileira. Meu objetivo é ser uma ponte entre os atletas do Estado e a CBJ, levando suas reivindicações, tentando proporcionar o melhor para todos”, explicou Natasha.

A faixa preta ni-dan considera de suma importância os judocas terem voz e representação dentro do órgão máximo da modalidade no País. “Desta forma, teremos maiores chances de sermos ouvidos para que nossas reivindicações sejam atendidas. Essa iniciativa visa a maior participação dos atletas, e o maior beneficiado é o próprio judô brasileiro”, afirmou.

Em 2021, haverá eleição para a presidência da CBJ. Em seu voto, Natasha vai considerar o candidato que tiver os melhores projetos, principalmente prevendo apoio aos atletas de forma objetiva e com transparência, proporcionando maior oportunidade a todos.

A curitibana Natasha Padilha Ferreira é estudante de psicologia e iniciou a prática do judô em 2005, aos 6 anos de idade. Atualmente com 21 anos, carrega os títulos de campeã pan-americana sub 18, tetracampeã sul-americana sub 13 e sub 18, tetracampeã nacional sub 15, sub 18 e sub 23. A judoca participou oito vezes do circuito mundial de base, totalizando três medalhas: uma de prata e duas de bronze. Participou também do Campeonato Mundial sub 21 em 2019 e tornou-se a única paranaense a representar a seleção brasileira principal em um grand slam no mesmo ano.

Sobre a votação

Para participar da escolha da comissão eletiva, o judoca deve cumprir os critérios estabelecidos no Regimento Eleitoral: idade igual ou superior a 16 anos; registro válido no sistema de gestão Zempo-CBJ como atleta; estar em dia com suas obrigações como atleta; não estar cumprindo qualquer suspensão aplicada pela CBJ, suas filiadas, COB ou entidades internacionais; ter participado como atleta em, no mínimo, duas competições registradas na plataforma Zempo-CBJ, em âmbito estadual, nacional e/ou internacional. Esta participação deverá ter ocorrido em dois anos distintos, em ao menos uma competição por ano, em 2018, 2019 ou 2020.

Cada atleta eleitor receberá um login e senha de acesso ao sistema virtual de votação e, assim, poderá registrar seu voto uma única vez, a partir de qualquer dispositivo móvel ou computador que tenha conexão com a internet. Segundo a CBJ, o sistema é totalmente independente e seguro.  

2 visualizações0 comentário

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page