top of page
  • Foto do escritorsitefederacao

Paraná faz história e é campeão geral do judô nos Jogos Escolares Brasileiros

Judô paranaense conquistou três ouros, três pratas e dois bronzes na competição realizada em Maceió, no Alagoas.


Por: Leandro Georgete - F.PR.JUDÔ


João Lira (-66kg) foi campeão dos Jogos Escolares Brasileiros - Série Ouro, trazendo o ouro para o Paraná. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Foram necessárias três medalhas de ouro, três de prata e duas de bronze para o Paraná ser campeão geral da modalidade nos Jogos Escolares Brasileiros - Série Ouro, de 2024. Um resultado histórico, que colocou o judô do estado acima de São Paulo e Rio de Janeiro.


A competição é realizada pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) e também serve como seletiva para o Gymnasíade (Mundial Escolar), estava sendo disputada em Maceió, capital do Alagoas, nesta segunda (10) e terça-feira (11), para os atletas da categoria Sub-18. A Federação Paranaense de Desporto Escolar (FPDE) foi uma das apoiadoras do campeonato, auxiliando nos custos de viagens dos atletas.


O campeão de cada categoria de peso, nas duas classes de gênero, está automaticamente classificado para o Gymnasíade, que acontecerá no Bahrein, entre os dias 23 e 31 de outubro deste ano.


Para o presidente da Federação Paranaense de Judô, Sensei Helder Faggion, é uma sensação muito boa ver que os atletas estão muito empenhados, levando a fortalecer até mesmo as competições estaduais também. “Também é muito importante para o estado ser campeão geral. Essa é uma categoria que o Paraná sempre está entre os primeiros colocados, e com certeza fortalece as expectativas das gerações mais novas”, completou o mandatário.


Meio-pesado com tradição


A cidade de Curitiba foi a responsável por ter os três paranaenses campeões do campeonato. Anthony Albano (-90kg), do Instituto Nintai do Brasil (INB) foi o grande vencedor do peso meio-pesado. O atleta de apenas 14 anos venceu todas as suas lutas por ippon para sair com a medalha de ouro no pescoço e com uma viagem para o Bahrein marcada. No ano de 2023, Anthony também foi campeão do JEB's, mas na categoria de 12 a 14 anos.

Anthony Albano se consagrou bicampeão dos Jogos Escolares Brasileiros - Série Ouro. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Albano é irmão mais novo de Alexandre Albano II, judoca que ano passado foi medalhista internacional e também disputou um mundial, na mesma categoria que Anthony luta hoje. No peso meio-pesado do Sub-18, essa família tem tradição.


Campeões da mesma academia


Se o INB tem história no meio-pesado, a Sociedade Morgenau fez seu nome levando dois judocas para o Bahrein. Valentina Demeterco (-70kg), que treina no Morgenau foi a única paranaense campeã da competição. A judoca já havia sido campeã dos Jogos Escolares Brasileiros - Série Ouro no ano de 2023,  mas na categoria de 12 a 14 anos. Agora, em seu primeiro ano do Sub-18, Valentina deu um show no tatame e levou o ouro para casa.

Valentina Demeterco (70kg) também é mais uma atleta paranaense que agora é bicampeã dos JEB's. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


João Lira (-66kg) foi mais um atleta da Sociedade Morgenau a ser campeão do famoso JEB's. Lira que já vem desde o ano passado medalhando em competições nacionais e internacionais, subiu de peso e agora está na categoria leve. Mas pelo visto, a técnica continua a mesma. O judoca de 17 anos venceu todas suas lutas por ippon e na final precisou de apenas 15 segundos para se tornar campeão da categoria.


Chuva de medalhas

Caio Roberto (-60kg) chegou na final, mas perdeu o embate. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


O Paraná ainda teve mais três chances de ter atletas campeões. Na categoria superligeiro, Pedro Silva (-50kg), judoca da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) chegou até a final, mas perdeu para o judoca baiano. Caio Roberto (-60kg), da Sociedade Morgenau, foi guerreiro e fez uma ótima competição. Na final perdeu para o paulista líder do ranking nacional, ao sofrer três shidos.

Judoca Pedro Silva (50kg) com a medalha de prata no pódio. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Outras três medalhas foram conquistadas pelas meninas. Daniela Yokoyama (-58kg), do Morgenau, chegou à final vencendo todas suas lutas por ippon, mas perdeu o embate pelo ouro para a judoca do Distrito Federal. 

Atleta da Sociedade Morgenau, Daniela Yokoyama (-57kg) com a prata no pódio. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Ana Costa (-63kg), da Sociedade Morgenau, e Milena Orzechowski (-40kg), da Academia Municipal de Judô Pinhãoense, conquistaram a medalha de bronze. Ana fez uma competição excelente, mas caiu na semifinal para a líder do ranking nacional, Sophia Câmara.

Ana Costa (-63kg) medalhista de bronze no JEB's 2024. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Já Milena venceu todas suas lutas por ippon até chegar às semifinal, onde perdeu para Rarina Costa, de Rondônia.

Milena Orzechowski (-40kg) medalhista de bronze nos Jogos Escolares Brasileiros. Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Campeão Geral


Os técnicos Henrique Miniskowsky e Maria Helena Spengler estiveram à frente da equipe paranaense, auxiliando os atletas à beira do tatame. Juntos, os dois conseguiram um feito histórico para o Paraná, levando o estado ao lugar mais alto do pódio da modalidade no quadro geral de medalhas. 


O Paraná conquistou oito medalhas e ficou na frente de São Paulo (sete medalhas) e Rio de Janeiro (seis medalhas), que completaram o pódio.


269 visualizações0 comentário

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page